Relatório de Rentabilidade

Dezembro | 2023

Carta do diretor

O mês de dezembro se revelou significativo para o mercado global e local. Em primeiro lugar, destacamos a performance dos ativos de renda variável. No cenário internacional, o otimismo resultou de uma combinação de fatores, incluindo a desaceleração da inflação nos Estados Unidos, dados de crescimento econômico acima do esperado e, principalmente, a mudança de postura do Federal Reserve (FED), que sinalizou um possível corte de juros no 1º trimestre de 2024.

No Brasil também sopraram ventos favoráveis com a perda de força da inflação, além de surpresas nos dados de crescimento, superávit recorde na balança comercial e avanços na agenda econômica, incluindo a aprovação da Reforma Tributária e outras medidas de arrecadação do governo. É relevante destacar que, em dezembro, ocorreu a última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em 2023, que, em linha com nossas expectativas, resultou em uma redução da Taxa Selic em 0,50%, fixando-a em 11,75%.

Por outro lado, no Bloco Europeu, segue um sentimento negativo devido ao crescimento econômico baixo da região e, apesar da melhora na inflação, o Banco Central Europeu não indicou a intenção de iniciar cortes nos juros, considerando as condições financeiras apertadas na Zona. A economia chinesa, por sua vez, enfrenta um cenário econômico adverso e misto, especialmente com a queda na atividade do setor imobiliário, levantando dúvidas sobre o retorno à tendência de crescimento pré-pandemia.

No balanço anual, dezembro se destacou como um dos meses mais positivos para os ativos de risco, alinhado às expectativas sazonais do chamado “rally” de final de ano. Por fim, é importante mencionar que o ano de 2023 começou de forma bastante preocupante com diversas empresas – como Americanas – demonstrando dificuldades financeiras, mas a resiliência do investidor ao longo dos meses foi compensada pelos maiores retornos dos principais índices de ações, como Ibovespa e S&P 500, nos últimos dias do ano, especialmente em novembro e dezembro.

Marcelo Romero
CIO / Diretor de investimentos

Principais destaques do mês nas categorias de ativos:

Renda Fixa

O corte na Taxa Selic em dezembro refletiu em uma leve queda nos rendimentos dos ativos pós-fixados atrelados ao CDI. No entanto, ao mesmo tempo, os papéis de longo prazo, como os incentivados e de inflação, apresentaram valorização no mês.

Multimercado

A estratégia Multimercado, que busca descorrelação com a renda variável nacional, avançou 1,94% no mês, acumulando 217% do CDI. Esse movimento de alta foi impulsionado principalmente pela alocação em estratégias macro, refletindo o otimismo dos mercados.

Renda Variável

Considerando a dinâmica de cenário discutida na carta, a renda variável apresentou ganhos consideráveis. Houve aumento nos rendimentos dos principais índices internacionais, como o S&P 500, que apresentou elevação de 2,43%, considerando a variação cambial. No Brasil, somado aos fatores internacionais e nacionais, juntamente com a continuidade do ingresso de estrangeiros na bolsa local, o Ibovespa registrou ganhos de 5,38%. Por fim, no que diz respeito à parcela de criptoativos, o Bitcoin em Reais teve uma elevação de 11,17%.

Rentabilidade da Magnetis

Confira a rentabilidade das carteiras Magnetis do mês de dezembro e dos meses anteriores para comparação.

Para ter acesso a rentabilidade detalhada desde o início:

* O IPCA oficial só é divulgado no final da primeira quinzena do mês subsequente ao mês de referência, por isso exibimos o VNA da ANBIMA. Este índice utiliza o IPCA realizado em períodos passados e a projeção da instituição para o mês em questão.

*Aviso legal no rodapé

* O IPCA oficial só é divulgado no final da primeira quinzena do mês subsequente ao mês de referência, por isso exibimos o VNA da ANBIMA. Este índice utiliza o IPCA realizado em períodos passados e a projeção da instituição para o mês em questão.

*Aviso legal no rodapé

* O IPCA oficial só é divulgado no final da primeira quinzena do mês subsequente ao mês de referência, por isso exibimos o VNA da ANBIMA. Este índice utiliza o IPCA realizado em períodos passados e a projeção da instituição para o mês em questão.

*Aviso legal no rodapé

* O IPCA oficial só é divulgado no final da primeira quinzena do mês subsequente ao mês de referência, por isso exibimos o VNA da ANBIMA. Este índice utiliza o IPCA realizado em períodos passados e a projeção da instituição para o mês em questão.

*Aviso legal no rodapé

* O IPCA oficial só é divulgado no final da primeira quinzena do mês subsequente ao mês de referência, por isso exibimos o VNA da ANBIMA. Este índice utiliza o IPCA realizado em períodos passados e a projeção da instituição para o mês em questão.

*Aviso legal no rodapé

* O IPCA oficial só é divulgado no final da primeira quinzena do mês subsequente ao mês de referência, por isso exibimos o VNA da ANBIMA. Este índice utiliza o IPCA realizado em períodos passados e a projeção da instituição para o mês em questão.

Veja o histórico completo das carteiras Magnetis

Rentabilidade histórica comprovada. Diversificação, acesso a fundos exclusivos e uma carteira resiliente.

Aviso legal¹ : Fundos de investimento não contam com a garantia do Administrador do fundo, Gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Créditos – FGC. Rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. As estratégias com derivativos, utilizadas como parte da política de investimento de fundos de investimento, podem resultar em significativas perdas para seus cotistas superiores ao capital aplicado e a consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo do fundo. Ao investidor é recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento do fundo de investimento ao aplicar seus recursos. Para avaliação da performance de um fundo de investimento, é recomendável a análise de, no mínimo, 12 (doze) meses.

Aviso legal² : As informações presentes neste material publicitário são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes; Os ativos financeiros integrantes nesta carteira podem não possuir liquidez imediata, podendo seus prazos e/ou rentabilidade variar de acordo com o vencimento ou prazo de resgate de cada ativo, caso seja negociado antecipadamente.

A Magnetis Gestora de Investimentos, inscrita sob o CNPJ 14.407.553/0001-78, é uma instituição habilitada e autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e aderente ao Código ANBIMA de Administração de Recursos de Terceiros. A Magnetis DTVM Ltda., inscrita sob o CNPJ 87.963.450/0001-68 é uma instituição financeira autorizada e supervisionada pelo Banco Central do Brasil e e aderente ao Código ANBIMA de Distribuição.

© Magnetis / Todos os direitos reservados